Ads em redes sociais: fazer por conta ou contratar um especialista?

Ads em redes sociais fazer por conta ou contratar um especialista

O Facebook fechou o ano de 2015 com nada menos que a marca recorde de 1,59 bilhão de usuários em todo o mundo. O último balanço divulgado pela principal rede social criada por Mark Zuckerberg não deixa sombra de dúvidas:  é em canais como o Facebook que as pessoas estão e, consequentemente, onde o dinheiro está. E justamente para rentabilizar essa enorme base de usuários que entra diariamente em sites como Facebook, Twitter e Instagram para consumir notícias, imagens, gifs animados e interagir em chats, é que as mídias sociais resolveram oferecer às empresas a possibilidade de anunciar em suas timelines.

No entanto, os ads em redes sociais exigem conhecimento prévio acerca do orçamento que se tem para gastar, perfil do público-alvo, e período das campanhas, entre outros detalhes não menos importantes. Neste post, você fica por dentro de tudo o que precisa saber sobre os anúncios nas redes sociais,  além de descobrir se vale a pena contratar um especialista para gerenciar essa área. Confira:

Tipo de ads em redes sociais

Tipo de ads em redes sociais

Se é a primeira vez que você irá investir em anúncios nas redes sociais, irá se deparar com abreviaturas que tendem a te confundir num primeiro momento. CPC, CPV, CPA, etc. são apenas algumas delas. Entenda o que cada uma dessas siglas significam para não perder dinheiro:

  • CPC – Na modalidade mais comum, o Custo por Clique, é o anunciante que define o preço por cada click no seu ad;
  • CPA – No CPA, ou Custo Por Aquisição, o anunciante define o valor que pretende pagar por cada conversão;
  • CPM – No Custo Por Mil impressões, o preço que se deseja pagar por 1.000 visualizações é definido pelo anunciante;
  • CPV – O Custo Por Visualização é relacionado ao valor pago pela visualização de cada vídeo;
  • CPE – Já o Custo Por Engajamento é o valor pago por cada interação do usuário com o anúncio, ou seja, uma curtida, compartilhamento, visualização, etc.

Agora que você conhece as siglas, é hora de escolher uma rede social para chamar de sua e botar a mão na massa.

Saiba como atrair e converter mais donos de pets para sua pet shop e clínica veterinária

Principais redes sociais

Principais redes sociais

Antes de sair criando campanhas por aí, é bom que você saiba que cada rede social tem sua dinâmica e conteúdo próprio, e nem todas podem ser ajustáveis à linguagem do público-alvo que seu tipo de negócio pretende atingir. Fique ligado nas principais características das redes sociais mais populares:

  • Facebook: A rede mais popular é também a que apresenta menos restrições em relação ao tipo de anúncio. Desde e-commerce até posts de blogs, tudo pode ser impulsionado nas timelines. Basta que você escolha muito bem o tipo de anúncio, para não sair com um rombo na conta no fim do mês e poucos resultados.
  • LinkedIn: O LinkedIn se intitula a maior rede profissional do mundo, promovendo networking e conteúdo de valor sobre mercado de trabalho e indústria. De uns anos para cá, resolveu também se transformar numa plataforma de anúncios que, diferentemente da liberalidade do Facebook, devem ser voltados para negócios.
  • Twitter: Os 140 caracteres de um tweet ou retweet de uma celebridade chegam a ser mais caros que muitos anúncios de televisão em horário nobre por aí. Além disso, há os trend topics – termos e palavras mais comentados na rede – e a seção para os anúncios tradicionais, que promove engajamento nos tweets, views em vídeos e clicks em websites, entre outras opções.
  • Instagram: Ótima plataforma B2C (Business to Customer), principalmente se sua empresa costuma usar e abusar de imagens em campanhas para engajar a audiência. Além disso, oferece integração com o Facebook, o que só amplia o alcance dos anúncios.  

E aí, qual a rede ou as redes irá escolher? Pronto para a etapa de segmentação?

Como funciona a segmentação

Como funciona a segmentação

A segmentação dos ads em redes sociais é a parte mais fácil da campanha. Nessa etapa, você irá simplesmente definir qual o público-alvo e a abrangência do seu anúncio. Por exemplo, na página de empresa do Facebook, você pode tanto anunciar para pessoas que já curtiram a página e os amigos delas, quanto personalizar o público que deseja atingir com o anúncio de acordo com:

  • Idade
  • Localização
  • Gênero
  • Interesses
  • Orçamento e duração da campanha

É preciso reforçar que, quanto mais segmentada a campanha, mais chances você tem de atrair para seu negócio clientes em potencial e, quanto mais vasto o público-alvo, menor a chance do seu Ad ser clicado. Portanto, é essencial conhecer a sua persona na hora de segmentar seus ads em redes sociais. Vamos agora discutir a sua concorrência?

Como funciona a concorrência

Da mesma forma como acontece na plataforma do Google Adwords, o Facebook normalmente calcula uma relação CPC x qualidade do anúncio x CPC do concorrente x segmentação para definir o posicionamento do seu ad em relação ao do concorrente. Esse cálculo é feito diretamente pelo algoritmo, ou seja, não temos acesso a todas as informações para vencer o leilão e ficamos cruzando os dedos para o anúncio ficar numa boa posição. Na verdade, o que podemos fazer para aumentar as chances de bater a concorrência é sempre criar ads com a melhor qualidade possível, visando conteúdo, segmentação e página de destino.

Agora que está por dentro das principais informações para um melhor aproveitamento dos Ads em redes sociais, vem a dúvida:  será que eu preciso mesmo de um especialista para fazer tudo isso para mim? Bem, embora os procedimentos sejam bastante simples para qualquer pessoa com boa vontade para entender dashboards de cada rede social, a visão do especialista é indispensável no sentido de otimizar seu investimento. Só o especialista em campanhas terá o insight  necessário para evitar o dispêndio de recursos no impulsionamento de um post que não está gerando o tráfego esperado, de forma a redirecioná-los para outros conteúdos ou mesmo outros canais e não desperdiçar sequer R$1,00 do budget. Além disso, o especialista tem mais expertise para antecipar os passos da concorrência, sendo capaz de posicionar os anúncios com muito mais destreza e assertividade.

Baixe gratuitamente nosso e-Book e veja como acelerar o crescimento de audiência e resultados com anúncios no facebook

E então, preparado para anunciar o seu negócio nas redes sociais? Ainda tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe seu comentário.

Sobre o author: Fundador do San Mídia Vet e do Pet Shop Portal. Apaixonado por SEO e Marketing Digital.

Pesquisa

Como sua empresa pode crescer através da mídia programática?

Recentemente, apresentamos aqui no blog o conceito de Mídia Programática. Falamos sobre os benefícios desta estratégia inovadora e também sobre…
Continue lendo

O que é Mídia Programática e como aproveitá-la no mercado pet?

Em 2014, quando o Marketing Digital chegou ao seu ápice no Brasil, um novo conceito também…
Continue lendo

O que é um MQL E SQL e como aplicar no mercado Pet

Há algum tempo estamos compartilhando aqui no blog algumas ideias para melhorar as vendas do mercado pet no ambiente digital.…
Continue lendo

Sobre o author: Fundador do San Mídia Vet e do Pet Shop Portal. Apaixonado por SEO e Marketing Digital.