O que é Mídia Programática e como aproveitá-la no mercado pet?

User Expirience UIUX

Em 2014, quando o Marketing Digital chegou ao seu ápice no Brasil, um novo conceito também passou a ser introduzido no país: a Mídia Programática. De acordo com a consultoria Magna Global, esta modalidade de compra e venda de mídia movimentou US$ 0,6 milhão no país e há a estimativa de chegar a US$ 55,8 milhões até 2018.

Agora, o que é Mídia Programática? Como ela funciona e como pode ser implementada em uma empresa do segmento pet? É o que vamos responder neste artigo. Continue lendo!

O que é Mídia Programática?

Do inglês Programmatic Advertising, Mídia Programática, basicamente, é um processo automatizado de compra e venda de mídia no qual o público e os canais são escolhidos a partir dos dados demográficos. Com ela, os anúncios programáticos são lançados usando a lógica e as possibilidades da inteligência artificial.

Quando se atua com mídia programática, o que se está fazendo nada mais é do que comprar ou vender espaços em sites, blogs, redes sociais e outras plataformas virtuais de uma forma automática, sem a necessidade de intervenção humana. Ou seja, ao invés de fazer contato com os portais, sites etc. basta entrar em uma plataforma especializada, definir os parâmetros e comprar os espaços (no caso de quem tem espaço para anunciantes, usa se a plataforma para vendê-los).

É como se fosse um leilão onde os anunciantes dão seu lance e aquele que der a melhor oferta ganha o espaço para exibir seu anúncio (imagens, textos, áudio e vídeo).

Quer um exemplo bem conhecido de mídia programática? Observe o Google Adwords, a plataforma do Google onde é possível montar campanhas de anúncios a partir dos termos (palavras-chave e long tails) de busca mais procurados pelos internautas. O Google Adwords é muito popular, mas ele não é o único. Há uma série de outros provedores de anúncios que funcionam com uma lógica muito parecida.

 

Como funciona a Mídia Programática?

Depois de entender o conceito, agora é hora de saber como funciona na prática a mídia programática.

Em primeiro lugar, é importante saber que existem duas principais modalidades de compra de espaços para publicação de anúncios: fixas e leilão.

Entenda:

Modelo fixo

Trata-se da forma tradicional de compra e venda de anúncios adaptada ao ambiente virtual. Falando de uma maneira mais técnica, esta modalidade determina que o inventário comprado seja disponibilizado dentro de uma DSP (demand-side plataform, plataforma que conecta o publisher e o anunciante).

Modelo leilão

Nesta modalidade, como o próprio nome diz, acontece um leilão em tempo real, uma espécie de pregão quase igual à Bolsa de Valores, onde os analistas de marketing fazem seus lances e vencem aqueles que derem as melhores ofertas – quanto mais específicos forem os termos e quanto mais específicos forem os nichos, mais caros os valores.

A modalidade de compra ou venda dos anúncios e espaços para anunciar depende de uma série de fatores, por isso é importante avaliar qual destes dois formatos é mais interessante para a sua estratégia de marketing digital. O que importa é saber que sempre haverá um DSP para fazer a gestão dos anúncios, um dashboard onde se pode, em poucos cliques, escolher em quais sites você quer anunciar (ou em quais tipos de sites) para falar com o público-alvo – no caso do mercado pet, geralmente são escolhidos portais que falem sobre animais domésticos e outros assuntos relacionados.

Quais os benefícios da Mídia Programática para o segmento pet?

Tanto para quem tem espaço para anunciantes (publishers) quanto para quem quer anunciar (empresários, fabricantes, startups etc.), a mídia programática oferece uma série de benefícios. Dentre eles, os mais significativos são:

  • Precificação justa e transparente

Como tudo é negociado por meio de uma plataforma, os preços são transparentes e justos, pois se baseiam na relevância dos portais onde os anúncios serão veiculados e também na quantidade de buscas que cada termo têm na web.

Todos os que estão interessados em um determinado espaço para anunciar partem de um mesmo valor inicial de lances, o que diminui o stress de anunciar diretamente com o veículo de comunicação.

  • Compra e venda automatizada de anúncios

Não há necessidade de longas negociações via telefone, troca de e-mails etc., pois a plataforma pode ser operada em poucos cliques e, inclusive, pode ser programada para operar automaticamente.

  • Concorrência administrada mais facilmente

Mesmo que dois anunciantes queiram impactar o mesmo público, somente aquele que der o maior lance ganhará o espaço. Isso evita, por exemplo, que os internautas vejam anúncios de concorrentes diretos em um mesmo portal.

  • Alcance do público certo na hora certa

Como é possível segmentar a busca por espaços de anúncios por meio de dados demográficos (gênero, idade, localização, interesses etc.), fica muito mais fácil exibir anúncios para o público-alvo. Isso dá muito mais assertividade para as campanhas e evita o desperdício de dinheiro com anúncios que atingem muitas pessoas que não fazem parte do radar da empresa.

Em resumo, um fabricante de alimentos para animais, por exemplo, que quer ter seus anúncios exibidos para proprietários de pet shop ganha redução de custos, mais assertividade em suas campanhas de anúncios, administra melhor a concorrência e ganha mais poder de segmentação com a mídia programática.

Como implementar a Mídia Programática?

É importante saber que para implementar uma estratégia de mídia programática, você deve ter uma estratégia global de marketing digital. Quem já atua com Inbound Marketing e Inbound Sales tem uma vantagem maior, pois já possui uma lógica automatizada de atrair, se relacionar e vender por meio da internet.

Como trata-se de um trabalho que envolve muito conhecimento técnico, nosso melhor conselho é que você conte com ajuda especializada para implementar a mídia programática. Assim, não é preciso se preocupar com todo o trabalho operacional e nem perder tempo participando de leilões, por exemplo.

Se ainda assim, você e sua equipe de marketing acharem melhor realizar este trabalho sozinho, é importante conhecer bem os fundamentos da estratégia, o vocabulário próprio das plataformas e, sobretudo, caprichar na segmentação dos anúncios.

Você já possui uma estratégia de Mídia Programática? Gostou destas dicas? Deixe seu comentário!

Sobre o author: Fundador do San Mídia Vet e do Pet Shop Portal. Apaixonado por SEO e Marketing Digital.

Pesquisa

Como sua empresa pode crescer através da mídia programática?

Recentemente, apresentamos aqui no blog o conceito de Mídia Programática. Falamos sobre os benefícios desta estratégia inovadora e também sobre…
Continue lendo

O que é um MQL E SQL e como aplicar no mercado Pet

Há algum tempo estamos compartilhando aqui no blog algumas ideias para melhorar as vendas do mercado pet no ambiente digital.…
Continue lendo

E-mail marketing passo a passo no mercado pet

Recentemente, publicamos aqui no blog um artigo sobre a nutrição de leads, a estratégia de relacionamento com os potenciais clientes…
Continue lendo

Sobre o author: Fundador do San Mídia Vet e do Pet Shop Portal. Apaixonado por SEO e Marketing Digital.